Um livro sobre boas práticas urbanas

Assim é o CONEXÃO RECIFE MEDELLÍN COMPAZ, de Murilo Cavalcanti, que revela o reconhecido exemplo dos Centros Comunitários da Paz do Recife, os Compaz, como eixo prático de política pública de resultados, inspirados no modelo Medellín, na Colômbia

As cidades para as pessoas, urbanismo social, redução da pobreza e da desigualdade e inovação urbana são os principais focos do livro CONEXÃO RECIFE MEDELLÍN COMPAZ, que foi lançado no dia 10 de março às 17h, no museu do Cais do Sertão e contou com o apoio da Copergás, da ARIES e foi editado pela CEPE.

Escrito por Murilo Cavalcanti, estudioso incansável do modelo Medellín (Colômbia), cidade que passou de mais violenta a mais inovadora do mundo. A obra traz o reconhecido exemplo dos Centros Comunitários da Paz do Recife, os Compaz, como eixo prático de política pública de resultados, inspirados na cidade colombiana. O leitor vai conhecer todo o processo de aprendizado do autor, adquirido durante as quase 40 idas a Medellín, cidade berço do Urbanismo Social e de pacificação de favelas. Com participação de diversos profissionais ligados ao tema, como arquitetos, urbanistas, políticos e acadêmicos e especialistas, o CONEXÃO RECIFE MEDELLÍN COMPAZ é um livro que retrata bons laboratórios de políticas públicas que têm reduzido a pobreza, a desigualdade e tornado as cidades espaços mais habitáveis e equitativos.

“Esse é o meu segundo livro sobre o tema cidades. A obra é um conjunto do que vi, aprendi e coloquei em prática, junto com outras experiências de sucesso do Recife e da cidade de Iztapalapa, região metropolitana da Cidade do México. O ponto convergente é que Medellín foi, é e será a nossa grande e mais rica inspiração de como fazer política pública para os que mais precisam da presença do Estado na vida delas. É um livro provocativo. Ousado. Recheado de bons ensinamentos e reflexão de que é possível, sim, mudar as cidades para melhor, tornando-as menos violentas, mais inclusivas, mais democráticas e mais participativas”, explica Murilo.

CONEXÃO RECIFE MEDELLÍN COMPAZ conta como o autor transformou uma dor numa causa. Ao estudar o modelo Medellín, Murilo ficou convencido de que tão somente polícia não resolve os problemas da violência urbana. “O modelo Medellín é profundo e muito pedagógico. Como a cidade que era nos anos de 1980 e 1990 a mais violenta do mundo passou a ser uma referência internacional em inovação urbana, transporte público de qualidade, pacificação de favelas e cultura cidadã? O livro busca responder a essas questões tão presentes na vida dos grandes centros urbanos do Brasil e da América Latina”, ressalta o autor.